segunda-feira, 11 de junho de 2012

A Cultura do Respeito ao Idoso

A expectativa de vida no Japão, é uma das mais altas do mundo, em torno de 85 anos de idade para mulheres e 78 anos de idade para os homens. Além disso, é um país onde se concentra o maior número de centenários. São mais de 30 mil pessoas com idade igual ou superior a 100 anos e esse número vem crescendo consideravelmente.


Em 2003, o número era estimado em 20 mil pessoas centenárias. O segredo para essa longevidade toda, com certeza, é devido à alimentação, que é mais saudável e menos industrializada que a dos países ocidentais. Outro fator é a qualidade de vida que o Japão oferece aos seus cidadãos, e também o grande respeito e o tratamento que os idosos têm por parte dos mais jovens.

O respeito aos mais velhos faz parte da tradição milenar japonesa, uma cultura que vem de berço, quando as crianças aprendem com os pais a reverenciar e respeitar a opinião dos avós.

 E essa cultura segue para todos os segmentos da sociedade; nas escolas, o respeito aos mestres é uma coisa sagrada, os professores são muito valorizados pela sociedade, tendo sua importância reconhecida como fundamental na formação da criança.

Nas indústrias, a hierarquia é soberana, seguindo a escala superior, o respeito ao líder mais experiente é uma norma rígida nas empresas, que todos seguem ao pé da letra. Alguns ocidentais consideram essas atitudes como submissão, mas na realidade, isso faz parte da cultura japonesa de ouvir o mais velho, a voz do mais experiente.

Após ver o país destruído pela guerra, o povo permaneceu firme, sem desespero, esperando a decisão do seu líder maior, o Imperador, que pediu calma e esforço para reconstruir o país, salientando que, a partir daquele momento, tomando as lições que a guerra trouxe, o Japão tornar-se-ia uma nação pacífica e iria prosperar com o esforço de cada cidadão.

Imperador Hiroito

A população confiou no seu líder e suas palavras se concretizaram, e hoje, o país é uma grande potência econômica e acima de tudo, pacífica. Aliás, o respeito e a veneração pelo Imperador e pela família imperial, são uma unanimidade, desde a criança até o mais velho, desde o mais humilde cidadão até o Primeiro Ministro, todos sem distinção reverenciam seu líder maior.

Hiroshima após ser bombardeada

A cultura do respeito aos idosos é tão enraizada na sociedade japonesa que foi instituído uma data comemorativa. Na terceira segunda-feira do mês de setembro, é comemorado o dia do Respeito ao Idoso.

Hiroshima atual

A data surgiu em 1947, quando uma pequena aldeia na província de Hyogo resolveu oficializar a data como forma de respeito e valorização aos anciãos japoneses, que sempre contribuíram para o país com sua sabedoria e seu trabalho.

O dia do Respeito ao Idoso é uma data criada exclusivamente no Japão, ao contrário do dia das mães, por exemplo, que foi “importada” dos países ocidentais. Nesse dia, as famílias se reúnem e celebram junto aos seus entes mais velhos.






7 comentários:

  1. Curti seu texto e colei num grupo do facebook.(peça adição lá...vc será muito bem vindo!)

    https://www.facebook.com/groups/gdreligiao/

    ResponderExcluir
  2. Gostei da materia , muito esclarecedora !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço pessoalmente este Maravilhoso Povo, sendo a Minha Nora Japonesa e os meus 2 netinhos Luso-Nipónicos....
      O respeito aos mais Velhos faz parte da tradição milenar Japonesa, uma cultura que vem de berço, quando as crianças aprendem com os pais a reverenciar e respeitar a opinião dos avós. Amo de todo o <3

      Excluir
  3. Muito legal...os mais velhos merecem todo o nosso respeito...

    ResponderExcluir
  4. Muito legal...os mais velhos merecem todo o nosso respeito...

    ResponderExcluir
  5. Oie! Este respeito aos idosos tem um nome específico? Obrigada

    ResponderExcluir